EMPREENDEDOR, SABE QUAL É A HORA DE SAIR DO OPERACIONAL? | Clique Comida

EMPREENDEDOR, SABE QUAL É A HORA DE SAIR DO OPERACIONAL?


Todo empreendedor que sonha com essa saída deve se perguntar: “QUAL É A HORA DE SAIR DO OPERACIONAL?” Deixar de fazer parte do operacional para fazer a parte tática e estratégica, porém é preciso tomar cuidado com a triste ilusão de que assim terá menos trabalho.
Subir o nível significa mais responsabilidade, pois toda e qualquer decisão errada pode não afetar apenas a sua empresa, como também diretamente a você e as pessoas que dependem do seu negócio (stakeholders). Subir o nível é não ter margem para erros.


Então vamos lá.  A saída do operacional pode ser sinônimo de morte para o seu negócio se não for feita no momento adequado. Como assim?!


Sua empresa precisa estar estruturada para que você possa deixar o operacional.
  • Processos;
  • Treinamentos;
  • Estrutura Financeira;

Processos

Todas as camadas da sua empresa precisam estar bem desenhadas e de fácil entendimento, pois quando você colocar um novo stakeholder, ele precisará entender rapidamente todo o processo do setor que ele vai trabalhar.

Exemplo do setor de compras:

  • Mercadoria atingiu estoque mínimo;
  • Setor de compras faz projeção de vendas dessa mercadoria em um determinado período;
  • Entrar em contato com o fornecedor para fazer orçamento e prazo de entrega;
  • Proposta encaminhada ao financeiro;
  • Financeiro aprovado;
  • Compra de mercadoria;
  • Chegada da mercadoria;
  • Conferência da compra com a NF;
  • Encaminhado ao setor de estoque.

Quanto maior forem os detalhes, mais fácil o novo stakeholder vai conseguir trabalhar com desempenho máximo.  


Treinamentos

O novo stakeholder precisa ter todo o detalhamento sobre sua função para que possa executá-lo da melhor forma possível, e não colocá-lo na mesa de trabalho e achar que vai conseguir dar o seu máximo logo no primeiro dia. Há muita coisa para ele aprender.

Exemplo do setor de vendas:

  • Ele precisa entender a cultura organizacional;
  • Quem é a Persona que a empresa atende;
  • Treinamento dos produtos;
  • Técnicas de vendas para esse tipo de persona;
  • Modo de se vestir na empresa;
  • Como falar com essa Persona;
  • Formas de pagamento que a empresa trabalha;
  • Descontos dados.


O vendedor precisa do máximo de informação sobre o produto e o cliente, se ele não tiver o mínimo de treinamento sobre isso, a culpa não é dele se não vender.


Financeiramente
Estruturado

SAIBA COMO MANTER SEU FLUXO DE CAIXA POSITIVO


O que o empreendedor precisa entender é que: O CAIXA DA EMPRESA NÃO É SEU SALÁRIO. A maioria das empresas quebram antes mesmo de descobrirem isso, às vezes, nem descobrem.

Se você hoje é Vendedor da empresa, possivelmente recebe como Vendedor (fixo + comissão). Quando escolher subir de cargo para Gerente de Vendas, precisará compreender se a empresa estará apta a bancar o salário do Vendedor Substituto mais o seu de Gerente. Ou, se trazendo este Vendedor Substituto, terá condições de produzir mais e por consequência conseguirá assim cobrir esse UPGRADE.


Tudo dependerá muito do seu perfil e para qual setor está querendo migrar.


Faça a si mesmo essas perguntas e entenda se você está apto a deixar o operacional: 

  • Minha empresa está estruturada financeiramente para acolher mais um stakeholder?
  • Serei mais produtivo subindo de nível?
  • Tenho os processos bem desenhados onde qualquer um que entrar irá rapidamente aprender como funciona a empresa?
  • Tenho um bom treinamento preparado para usar imediatamente?
  • Então empreendedor mantenha uma coisa em mente, “Quanto mais você subir, mais responsabilidade sobre as pessoas você terá”. 


E agora empreendedor, sabe qual é a hora de sair do Operacional?


Simples assim, SE NÃO FOR PRA GANHAR, NEM APERTE O PLAY!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *